Notícias

Mato Grosso adere à Justiça pela Paz em Casa

12/02/2015

O Poder Judiciário de Mato Grosso aderiu à campanha Justiça pela Paz em Casa, que está mobilizando o país inteiro pela resolução de casos de violência doméstica na semana de 9 a 13 de março. Para iniciar os preparativos, a Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) organizou uma reunião com juízes, desembargadores e representantes do Governo do Estado na tarde desta quarta-feira (11 de fevereiro).

“A causa da mulher é prioridade em nossa gestão e estou muito feliz que estejamos trabalhando juntos nesse sentido”, ressaltou a corregedora Maria Erotides Kneip na abertura do encontro. Em seguida, a desembargadora destacou que a campanha já ultrapassou os limites da Primeira Instância e que também serão julgados no período os processos do Segundo Grau. “A campanha é tão importante e tão apaixonante que está mobilizando todo o Judiciário de Mato Grosso”, afirmou.

De acordo com a corregedora-geral, a ideia é estender esse empenho em julgar os processos para além da semana. “Estamos aqui para desenvolver um bom trabalho, continuamente. A campanha é o ponto inicial, mas as ações não vão parar por aí”, assinalou. Maria Erotides acrescenta ainda que a CGJ já solicitou a todos os magistrados do Estado para que concentrem o maior número de audiências sobre o tema, durante a semana.

A desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, coordenadora do Projeto Cemulher, conduzirá o desenvolvimento da campanha Justiça pela Paz em Casa em Mato Grosso. “Precisamos promover a paz nas famílias, resgatar a condição de cidadão e mostrar que há outros caminhos para isso, além da sanção. É o momento de nos despertarmos para combater a violência por meio de um trabalho mais social e mais humano”, analisou.

A juíza auxiliar da Corregedoria Amini Haddad reforça esse pensamento. “É de extrema necessidade que os juízes atuem preventivamente em relação à violência contra a mulher. Queremos construir uma consciência pública, cidadã, para que o agressor não permaneça agressor”, argumentou.

Campanha - A semana da Justiça pela Paz em Casa foi apresentada no fim de janeiro pela ministra Carmen Lúcia Antunes Rocha, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), em reunião com representantes de todos os Tribunais de Justiça do Brasil. Mato Grosso foi representado pela desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, que estará à frente das ações no Estado.

Assessoria de Comunicação CGJ-MT
corregedoria.comunicacao@tjmt.jus.br
(65) 3617-3571/3777